Top Nav

Novidades do Blogue: Pseudónimo de Bruxa

set. 23, 2020 1 comments

 


Brigite Carvalho, o novo nome que verão em todas as publicações de bruxaria.

Na minha primeira publicação, mencionei a história do porquê de usar o nome Sininho nas minhas redes sociais. Foi o meu primeiro pseudónimo como pequena escritora, aos nove anos, num blogue em que escrevia pequenos contos sobre fadas e outras criaturas mitológicas. Na mesma publicação mencionei que agora tinha outro pseudónimo "a sério" que utilizava na escrita, mas nunca disse qual era.

Ao utilizar nomes falsos na Internet para a minha escrita, era mais para esconder a minha identidade quando era mais nova do que um "pseudónimo". Do ponto de vista de futura escritora, nunca sequer me tinha ocorrido utilizar um nome sem ser o meu. Afinal, eu é que escrevo, e sempre me orgulhei bastante disso. Foi no secundário quando comecei a entrar em concursos que fui "obrigada" a escolher um pseudónimo.

Coincidentemente, durante o secundário comecei-me a chamar de bruxa praticante. Como qualquer bruxa praticante, já me tinha inteirado da existência de "nomes de bruxe", um nome escolhido pelo praticante (ou por um superior, dependendo da crença) para proteger a sua identidade espiritual. Isto porque, na prática espiritual da bruxaria, as palavras têm poder. Um nome é uma palavra que nos representa como pessoa, uma parte da nossa essência. Quando uma pessoa sabe o nome que nos foi dado à nascença, o nome que representa a nossa vida, ganha controlo sobre a mesma. Existem inúmeras maneiras de obter o nosso nome de bruxa, algumas mais complicadas que outras. Escolhi a mais fácil de todas: o meu nome de bruxa é o que eu quiser e bem me apetecer.

A mitologia pagã celta sempre foi a que mais me interessou, por isso sabia que queria um nome que viesse dessas origens. Lembrei-me logo de Brigid, a deusa da poesia e fogo, com longos e belos cabelos ruivos, pois era (e é) a minha deusa mais adorada desse panteão. Estava decidido então o primeiro nome: Brigite.

Para nome de bruxa, podia ter ficado por aí, mas tinha de pensar num nome que também funcionasse como pseudónimo para concursos de escrita. Sendo que o primeiro nome era ligado à bruxaria e paganismo, o segundo seria ligado à escrita. Pensei no meu pai, também escritor e que sempre me incentivou para a escrita.

Quando nasci, o meu pai queria dar-me uma carrada de nomes. Sim, a palavra correta aqui é mesmo carrada. A intenção era boa, ele sendo amante de história, queria dar-me um nome digno de rainha, com todos os nomes que já foram da família pelo meio. Claro isto não aconteceu, porque a minha mãe é professora do ensino primário e sabia que ia ser um inferno eu ter de escrever e decorar tanto nome. Para honrar esse desejo do meu pai, decidi escolher um dos nomes que ele queria que fossem também os meus. De todos, escolhi Carvalho. Não só combinava com o tema celta por ser uma árvore, como esta simboliza a espiritualidade, força e resistência. 

Devo esclarecer que este nome foi inventado em cinco minutos na noite em que estava a terminar o texto que ia entregar para concurso. Escrevi "Brigite Carvalho" no final do documento. Nunca pensei muito no nome outra vez, apenas vinha à minha memória quando concorria a outro concurso de escrita.

Agora, tenho este blogue. Logo de início decidi que iria ter todos os conteúdos do meu interesse, incluindo a bruxaria, independentemente da conotação negativa da palavra. No Tiktok também faço conteúdo sobre o tema, o que me levou a conhecer e interagir com pessoas da comunidade. Cheguei à conclusão que um dia gostaria de escrever livros sobre bruxaria e espiritualidade. 

Antes de fazer esta decisão já estava a escrever um livro, de ficção, mais especificamente de fantasia. O sonho sempre foi escrever coleções de fantasia. No entanto, ao adicionar os livros de bruxaria à mistura, fiquei com medo que houvesse confusão entre os temas. Para além disto, todas as bruxas modernas escrevem sobre pseudónimo, pela razão já dita anteriormente. Se um dia fosse escrever um livro de bruxaria ou paganismo, teria de o fazer sobre um pseudónimo. É aqui que entra a nossa conhecida Brigite Carvalho.

A partir de agora, todas as publicações de bruxaria neste blogue serão assinadas por Brigite Carvalho, para o tornar o nome reconhecível quando no futuro escrever um livro. Não me têm de chamar de Brigite quando falam de espiritualidade, eu serei sempre a Rosa ou a Sininho. Não o faço para separar a bruxaria da minha pessoa, pois sempre terei orgulho de ser bruxa e sempre o serei abertamente. É uma escolha puramente para o efeito da futura publicação de livros de bruxaria sem estes se confundirem com a ficção que escreverei.

Quando um dia virem um livro na secção de espiritualidade da autoria de Brigite Carvalho, já sabem, serei eu.

Comentários

  1. Não tenho jeitinho nenhum para criar pseudónimos. Mas se tivesse um seria esse que escolheste; identifiquei-me com tudo! Mas a verdade é que não chegaria lá haha
    Fico à espera que lances um livro :)
    Beijinho,
    Vânia

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Related Posts

{{posts[0].title}}

{{posts[0].date}} {{posts[0].commentsNum}} {{messages_comments}}

{{posts[1].title}}

{{posts[1].date}} {{posts[1].commentsNum}} {{messages_comments}}

{{posts[2].title}}

{{posts[2].date}} {{posts[2].commentsNum}} {{messages_comments}}

{{posts[3].title}}

{{posts[3].date}} {{posts[3].commentsNum}} {{messages_comments}}

Comentários

Formulário de Contacto