Top Nav

The Faery Forest Oracle - Crítica de Bruxa

nov. 24, 2021 0 comments

Descrição nas costas do oráculo:

"The Faery Forest, a legendary Green World, is older than human history, more ancient than language and its energy is gathering once again to reawaken us all. This is a realm where the ancient ones dwell and their guidance is needed now, more than ever before. With this oracle, Lucy Cavendish guides you through the gateways and leads you to the path of the Green World, where the beings of the Faery Forest can offer you their insights, revelations and natural, wild wisdoms".  

Crítica:

"The Faery Forest: An Oracle of the Wild Green World" é um oraculo baseado em mitologia celta, nórdica e irlandesa, com um foco em fadas, da autoria de Lucy Cavendish e ilustrado por Maxine Gadd. Cada carta mostra um retrato detalhado simbólico de uma entidade, divindade, mito ou termo feérico. As cartas são as seguintes:

  1.  Cunningwoman;
  2. Duira;
  3. Sorceress;
  4. Shapeshifter;
  5. The Hedgewitch;
  6. Atheling;
  7. The Green Witch;
  8. Elven Touch;
  9. The Wild Hunt;
  10. Astrild;
  11. Ragnarok;
  12. Frigga;
  13. The Elf Queen;
  14. Initiate;
  15. The Wyzard;
  16. Soul Kin;
  17. Isa;
  18. Elf-Struck;
  19. The Trickster;
  20. Unseelie Queen;
  21. Bloodmonth;
  22. Oath;
  23. Freyr;
  24. The Solitary;
  25. The Weaver;
  26. The Merciful One;
  27. Salu;
  28. The Dreamer;
  29. Before de Gathering;
  30. She Who Laughs;
  31. The Faery Norn;
  32. Faery Godmother;
  33. Volva;
  34. The Green Man;
  35. The Life Bringer;
  36. The Yule Singer;
  37. The Mabon;
  38. The Sigil Keeper;
  39. King of the Darkwood Elves;
  40. Queen of the Dark wood Elves;
  41. Awen;
  42. Bliss;
  43. The Golden Unicorn;
  44. Otherworld;
  45. The Ancient;
Traz ainda um livro de 135 páginas, que não se limita a explicar os significados de cada carta, mas também explicar a mitologia da crença feérica e leituras possíveis com o baralho, incluindo uma original denominada "The Faery Forest Tree". De 11 cartas, assemelha-se à Cruz Celta em profundidade e intenção, mas com a visualização de uma árvore a crescer e uma estrutura de passado - presente - futuro. Fornece ainda respostas a perguntas frequentemente feitas por novos leitores de oráculos, como, por exemplo, limpar, criar um espaço de leitura, ler para nós vs ler para os outros, e outras informações úteis. Com toda esta informação e cartas com ilustrações detalhadas, trata-se de um baralho amigável para iniciantes.

A escolha dos símbolos parece baseada em alguns arquétipos que podemos encontrar no Tarot. Conseguimos também delinear uma jornada, que começa na Cunningwoman e acaba na Ancient, que, aliás, têm designs semelhantes, variando apenas em idade. Poderão então esta primeira e última carta representar o "Eu" e todas as outras, os elementos que vamos encontrando no nosso caminho para nos ajudar, ou momentos de reflexão. Encontramos também muitos pares Masculino/Feminino, que facilita a leitura das cartas e análise de energia masculina ou feminina de certas entidades. 

Não se centra numa mitologia especifica, preferindo invocar fadas europeias em geral, o que pode ser confuso para alguns praticantes, principalmente porque mistura alguns conceitos mitologicos antigos com modernos.

Em baralhos de fadas, é fácil cair no erro do romantismo demasiado positivo e representar as fadas apenas como os seres pequenos com asas que nunca fariam o mal ao ser humano: neste baralho isso não acontece, com representações variadas, entre aspeto humano, a élfico, a seres alados e ainda algumas representações mais inquietantes. Nenhum baralho que contenha apenas cartas positivas é um bom baralho, e este mantém um bom equilíbrio de cartas positivas e negativas, mas principalmente de cartas neutras, que são essenciais principalmente ao tratar de seres tão ambíguos como fadas.

No que toca à interpretação dada de cada carta, é apenas um parágrafo guia. Explica a intenção, história por detrás da carta e no que ela pretende ajudar sem revelar muito ou fazer análise profunda da ilustração, ou mitologia específica. Isto será mau para quem não estiver muito familiarizado com mitologia feérica, pelo que recomendo estudá-la antes de obter este oráculo. Por outro lado, dá espaço para interpretação própria, que é importante especialmente em oráculos.

Concluindo, é um baralho ideal e lindíssimo para praticantes feéricos, ou pessoas que gostem da estética de fantasia e magia natural.

Avaliação: ★★★★★ 5 Estrelas

Recomendo a: praticantes de magia feérica, pagãos celtas e nórdicos, druidas;



@probablysininho

Para todos os meus amantes da crença feérica, este oráculo é magia pura com uma estética e fadas lindas 😍🧚✨ ##faewitch ##fadas

♬ Fairy Fountain - Super Guitar Bros

Comentários

Related Posts

{{posts[0].title}}

{{posts[0].date}} {{posts[0].commentsNum}} {{messages_comments}}

{{posts[1].title}}

{{posts[1].date}} {{posts[1].commentsNum}} {{messages_comments}}

{{posts[2].title}}

{{posts[2].date}} {{posts[2].commentsNum}} {{messages_comments}}

{{posts[3].title}}

{{posts[3].date}} {{posts[3].commentsNum}} {{messages_comments}}

Comentários

Formulário de Contacto